Apucarana

Apucarana sedia eventos com foco no desenvolvimento regional

Compartilhe no WhatsApp

Apucarana vai receber neste início de semana dois grandes eventos, onde gestores públicos, técnicos, e empreendedores irão discutir estratégias de desenvolvimento em dois eixos. O primeiro encontro regional está previsto para as 14 horas desta segunda-feira (3), no Recanto Sossego, onde será apresentado aos prefeitos ligados à Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi) o Projeto de Desenvolvimento Regional do Vale do Ivaí, recém-concluído pela Paraná Projetos.

O segundo evento está previsto para a terça-feira, dia 4, às 18h30, no auditório do Senac. Trata-se de uma audiência pública do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável da Metrópole Paraná Norte, que envolve os quinze municípios do eixo Londrina-Apucarana-Maringá. A discussão é aberta ao público e nela será apresentado o plano desenvolvido a partir das oficinas realizadas nas quinze cidades envolvidas.

VALE DO IVAÍ
O estudo realizado durante todo ano pela Paraná Projetos, a pedido da Amuvi, incluiu diversas visitas em propriedades rurais de 21 municípios da região, além de questionários respondidos por 94 produtores, que já aderiram ao projeto. Após meses de trabalho, serão oficialmente apresentadas aos prefeitos da região as proposta para fomentar a economia e o desenvolvimento do Vale do Ivaí.

O prefeito de Apucarana e presidente da Amuvi, Beto Preto, ressalta que se trata de uma conquista valiosa para o Vale do Ivaí, com o aval de todos os prefeitos que integram a entidade. “O trabalho foi realizado durante todo o ano, prospectando as potencialidades, visitando pontos turísticos, propriedades rurais da agricultura familiar e produtores que estão aderindo à fruticultura”, anuncia o presidente da Amuvi.

Os estudos da equipe técnica da Paraná Projetos indicam que a fruticultura é viável na região e pode, gradativamente, gerar um circuito de visitação turística e até agroindústrias a médio e longo prazo. Também aponta para a viabilidade de exploração do turismo de aventura – canoagem, ciclismo, caminhadas na natureza e rapel – além do turismo rural, mais focado na agricultura familiar.

PARANÁ NORTE
Para Cláudio Marchand Krüger, coordenador executivo do Plano da Metrópole Paraná Norte, a principal demanda, principalmente dos municípios menores, é ter maior integração com as cidades-polo, vendo neste plano uma oportunidade para aumentar a competitividade econômica e consequentemente a melhoria da qualidade de vida. “Municípios maiores teriam, aparentemente, uma situação mais confortável, inclusive com alguns planos de desenvolvimento já em andamento.

Por outro lado, as oficinas mostraram a desigualdade que ocorre entre as cidades-polo e os municípios vizinhos, havendo um grau de isolamento que poderia ser gradualmente superado com uma maior integração social e econômica”, afirmou.

O evento contará com a participação de prefeitos, secretários e técnicos dos municípios. “Quero convocar especialmente a população de Apucarana e a sociedade civil organizada. Vamos discutir o futuro do Norte do Paraná e como os municípios e entidades vão se relacionar enquanto região metropolitana, no eixo Londrina/Apucarana /Maringá. É a segunda chance que estamos tendo para implantar esse planejamento e não podemos perder essa oportunidade”, afirma Beto Preto, referindo-se a estudos anteriores feitos para a criação da Metrópole Linear Norte (Metronor), entre as décadas de 70 e 80.

fonte – Tribuna do Norte

Molicenter Ofertas 12/12

Sino de Ouro

Molipark

Solução Informática e Tecnologia

Canal André Silva

Mais vídeos do canal Aqui