Apucarana

Após tumulto em sessão polêmica com mais 08 horas de atraso Molina é eleito presidente da Câmara de Apucarana

Compartilhe no WhatsApp

Como o Portal de Notícias do Canal 38 havia noticiado recentemente, o vereador Luciano Augusto Molina Ferreira (Rede), foi eleito presidente da Câmara de Apucarana na noite desta segunda-feira (17), após mais de 08 horas de atraso do inicio da votação.

O vereador José Airton Deco de Araujo (PR) será o vice-presidente, enquanto o vereador Antonio Marcos da Silva (PSD) será o primeiro secretário, e o vereador Antônio Carlos Sidrin (DEM) será o segundo secretário.

O vereador Gentil Pereira que se absteve de votar no vereador Deco para o cargo de vice-presidente, retirou sua candidatura como primeiro secretário da casa, no momento da votação e foi substituído pelo vereador Marcos da Vila Reis.

O presidente suspendeu a sessão por alguns minutos, onde houve manifestação de vaias da plateia.

A sessão que estava marcada para as 16h, só teve início as 23h40 e terminou às 00h15 da madrugada desta terça-feira (18), com mais de 08 horas de atraso, depois de negociatas, por forças e interesses obscuros.

A chapa encabeçada por Molina obteve 08 votos, enquanto o vereador Edson Freitas (PPS), obteve 02 votos, o dele e do vereador Rodolfo Mota (PSD), e o vereador Lucas Leugi (Rede) obteve apenas seu voto.

O Prodessor Edson Freitas obteve 02 votos em todos os cargos.

A presidência foi decidida com mais de 08 horas de atraso do inicio da votação, e mais duas reuniões nos dias antecedentes, totalizando, mais de 20 horas de reuniões com todos os vereadores no gabinete do prefeito.

Segundo informações de bastidores, o vereador Lucas Leugi foi traído pelo seu grupo político, em especial pelo prefeito municipal que escolheu Molina para o cargo. Em certo momento, na reunião no gabinete de Beto Preto, o vereador Lucas Leugi, teria quase entrado em vias de fato com o vereador Mauro Bertoli, mas teria sido contido por Petrônio Cardoso. Bertoli defendia a candidatura do professor Molina, para dar continuidade em sua administração, se protegendo de possíveis irregularidades existentes.

O vereador Rodolfo Mota disse que a sessão das 19h pode ser questionada na justiça. “Não há previsão regimental para o adiamento desta sessão, além de outros vícios que feriram o regimento interno. Essa sessão das 19h corre um grande risco jurídico”, destacou o vereador.

A reportagem do Portal de Noticias do Canal 38, tentou sem sucesso entrevistar o advogado Petrônio Cardoso, da Câmara de Apucarana, sobre a legalidade da sessão, mas ele não quis conceder entrevista, alheio ao interesse público.

Após ter sido eleito, Luciano Molina, disse que quer ter a parceria dos vereadores e também da imprensa.

Segundo um popular que acompanhou a eleição no legislativo, “Ao invés das suposta parcerias, o presidente eleito, deveria moralizar o legislativo apucaranense, cortando gastos, e administrando com mais austeridade, e investigar as irregularidades existentes, bem como na recente reforma no prédio, que já estaria se desfazendo, e todos que acompanharam a sessão, eram unânimes em dizer “vergonha” essa submissão ao executivo municipal” protestou.
RTV Canal 38

Ofertas Molicenter – 18 a 31/03/2019

Paixão de Cristo – Arapongas 14/04

Valorize seu Trabalho, seu Emprego

Moliplast – Agenda de Cursos

Fornão

Marmitaria Temperos da Vovó

Movelpar – 18 a 21/03

Solução Informática e Tecnologia

Atom Academia

Canal André Silva

Mais vídeos do canal Aqui