Arapongas

Após morte de piloto, secretaria quer aumentar segurança para praticantes de parapente

Compartilhe no WhatsApp

Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito de Arapongas estuda alternativas para reforçar a segurança dos praticantes de esportes radicais de tráfego aéreo no município. A iniciativa ocorre após a morte do piloto Luciano Tomitano, 42 anos, que caiu de parapente sobre um fio de alta tensão, na quarta-feira (2) à noite.

“A prática já é muito comum aqui no município com dois pontos usados para decolagem”, comentou o secretário Municipal de Segurança e Trânsito, subtenente Paulo Sérgio Argati.

De acordo com ele, a secretaria pretende buscar informações junto ao órgão competente para orientar e aumentar a segurança das pessoas que praticam o esporte radical.

“É uma situação que preocupa, por isso pretendo tomar as providências necessárias para evitar acidentes”, afirma.

Acidente
Luciano Tomitano e um amigo decolaram de parapente no município de Rolândia, na quarta-feira. A queda aconteceu por volta das 19h20 no prolongamento da Rua Bonito do Campo, já na zona rural do município.

O equipamento de Luciano encostou na rede elétrica provocando um incêndio. O amigo dele chegou a acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), contudo, quando a equipe chegou o piloto já estava morto.

Natural de Londrina, Luciano era considerado um praticante muito experiente, além de ser piloto de helicóptero.

Sobre o acidente, o subtenente Argati destaca que somente o laudo da Polícia Civil vai confirmar se houve falha humana ou algum problema mecânico no equipamento.

Ofertas Molicenter –

Jantar 10 anos Rotary Arapongas

Marmitaria Temperos da Vovó

Solução Informática e Tecnologia

Atom Academia

Zé da Balada