Rolândia

Suspeito de receber propina, prefeito de Rolândia coloca tornozeleira

Compartilhe no WhatsApp

O prefeito de Rolândia, Luiz Francisconi Neto, investigado por suspeita de receber propina em troca de alterações de contratos com a prefeitura, colocou tornozeleira eletrônica nesta sexta-feira (14).

De acordo com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), foram identificadas irregularidades como direcionamento de contratações, modificações indevidas de contratos com o município, falsificações de notas fiscais e superfaturamento de serviços. Houve ainda o pagamento de R$ 236.450 em propinas e uso indevido de dinheiro público no montante de R$ 24.449, segundo o Gaeco.

A ação ocorreu durante operação deflagrada na segunda-feira (10) que investiga o prefeito, secretários municipais, servidores e empresários.

Outro lado
O prefeito, que está afastado do cargo, colocou a tornozeleira no Centro de Reintegração Social de Londrina (Creslon). Na ocasião ele alegou inocência e afirmou que nunca recebeu qualquer tipo de vantagem indevida.

Também foram afastados de seus cargos o chefe de gabinete, cinco secretários, o procurador, o subprocurador do município e uma servidora. Os funcionários da prefeitura mais quatro empresários também serão monitorados eletronicamente.

(Com informações do G1)

Molicenter Sup Ofertas 21-22 e 23/09

Molipark

Solução Informática e Tecnologia