Arapongas

Sinal digital traz qualidade de cinema à TV aberta

Compartilhe no WhatsApp

Após o dia 28 de novembro, o sinal digital será a única forma de assistir à programação da TV aberta em 155 cidades no interior do Paraná e trará qualidade de imagem e som de cinema aos telespectadores, com aspectos mais perceptíveis à população, pois não apresentam fantasmas, ruídos, chiados e interferências.

É importante lembrar que, com essa mudança do sinal analógico para o digital, a programação da TV aberta no Brasil seguirá padrões internacionais de transmissão, a exemplo do que já aconteceu em países como China, EUA e Reino Unido, permitindo aos telespectadores que desfrutem de seus programas favoritos com imagem e som semelhantes aos de cinema. Além disso, haverá a possibilidade de ampliação da oferta de conteúdo relacionado à grade de programação das emissoras de TV.

Saiba como vai funcionar
Após o desligamento do sinal analógico de TV, somente quem estiver apto a receber o sinal digital continuará assistindo à televisão e, por esse motivo, é fundamental que as pessoas estejam preparadas para recebê-lo.

Para aqueles que não desejarem aposentar a “velha amiga”, como a TV de tubo, é necessário adquirir um conversor. O equipamento, quando conectado à TV, possibilita que o aparelho continue funcionando. Televisores de tela plana, fabricados até 2010, também não são compatíveis com a nova tecnologia e, por isso, também precisam de um conversor.

Já os televisores de tela plana fabricados depois de 2010 já possuem o conversor interno e estão aptos ao sinal digital. Em ambos os casos, é necessário que a antena também seja compatível.

Em 1950, aconteceu a primeira transmissão televisiva no Brasil. De lá pra cá, muita coisa mudou: a TV ganhou cor, tornou-se mais acessível, mais fina, mais moderna. E vai ficar ainda melhor após a digitalização dos canais abertos, processo que teve início no ano passado e vai passar por mais de 1300 municípios até 2018. A mudança começou em Rio Verde (GO) e região do Distrito Federal em março e novembro de 2016, seguiu pela Grande São Paulo em março de 2017, passou por Goiânia, Recife, Fortaleza, Salvador, Vitória, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Em 2018, foi a vez de Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, São Luís, cidades do interior de São Paulo, Aracaju, Belém, João Pessoa, Maceió, Manaus, Natal e Teresina.

A Seja Digital, entidade não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital no Brasil, informa a população sobre os benefícios da mudança e o que deve ser feito para ter acesso à nova tecnologia.

O sinal analógico será desligado em Alto Paraíso, Alto Piquiri, Amaporã, Ângulo, Apucarana, Arapongas, Arapua, Araruna, Assaí, Assis Chateaubriand, Astorga, Atalaia, Barbosa Ferraz, Bela Vista do Paraíso, Bom Sucesso, Borrazopolis, Braganey, Brasilândia do Sul, Cafezal do Sul, Califórnia, Cambé, Cambira, Campo Mourão, Cascavel, Cianorte, Congonhinhas, Corbélia, Cornélio Procópio, Corumbatai do Sul, Cruzeiro do Oeste, Cruzeiro do Sul, Diamante d’Oeste, Douradina, Doutor Camargo, Engenheiro Beltrão, Entre Rios D’oeste, Farol, Faxinal, Fênix, Floraí, Floresta, Florestópolis, Flórida, Foz do Iguaçu, Francisco Alves, Godoy Moreira, Guairaçá, Guaporema, Guaraci, Ibema, Ibiporã, Iguaraçu, Indianópolis, Iporã, Iracema do Oeste, Itaguaje, Itaipulândia, Itambé, Ivaté, Ivatuba, Jaguapitã, Jandaia do Sul, Japurá, Jataizinho, Jesuítas, Jussara, Kalore, Leópolis, Lidianópolis, Lindoeste, Londrina, Luiziana, Lunardelli, Mandaguaçu, Mandaguari, Maria Helena, Marialva, Marilândia do Sul, Mariluz, Maringá, Maripá, Marumbi, Matelândia, Mauá da Serra, Medianeira, Mercedes, Mirador, Miraselva, Missal, Moreira Sales, Munhos de Mello, Nova Aliança do Ivai, Nova América da Colina, Nova Aurora, Nova Esperança, Nova Fatima, Nova Olimpia, Nova Santa Bárbara, Nova Santa Rosa, Novo Itacolomi, Ourizona, Ouro Verde do Oeste, Paiçandu, Paranavaí, Pato Bragado, Peabiru, Perobal, Pérola, Pitangueiras, Planaltina do Paraná, Prado Ferreira, Presidente Castelo Branco, Primeiro de Maio, Quatro Pontes, Quinta do Sol, Ramilândia, Rancho Alegre, Rio Bom, Rolândia, Rondon, Sabaudia, Santa Cecília do Pavão, Santa Mariana, Santa Teresa D’oeste, Santa Terezinha do Itaipu, Santo Antônio do Paraiso, São Carlos do Ivaí, São Jerônimo da Serra, São João do Ivaí, São Jorge do Ivaí, São José das Palmeiras, São Manoel do Paraná, São Miguel do Iguaçu, São Pedro do Iguaçu, São Pedro do Ivaí, São Sebastião da Amoreira, São Tomé, Sarandi, Serranópolis do Iguaçu, Sertaneja, Sertanópolis, Tamarana, Tamboara, Tapejara, Tapira, Terra Boa, Terra Rica, Toledo, Tuneiras do Oeste, Tupãssi, Umuarama, Uniflor, Uraí, Vera Cruz D’oeste e Xambre.

(Prefeitura de Arapongas e Agência Comunicare)

Molicenter Sup Ofertas 21-22 e 23/09

Molipark

Solução Informática e Tecnologia