Apucarana Geral

Sanepar não tem previsão para restabelecimento de água em Apucarana

Compartilhe no WhatsApp

Prefeito Beto Preto acompanhou hoje pela manhã os trabalhos da Sanepar para normalizar sistema de distribuição

O prefeito Beto Preto acompanhou em boa parte de manhã de hoje os trabalhos da Sanepar para restabelecer o fornecimento de água em Apucarana. Cerca de 70% da cidade está com abastecimento interrompido deste da madrugada de terça-feira, quando as fortes chuvas destruíram os equipamentos e não há ainda previsão de quando a água volte às torneiras dos apucaranenses.

A estimativa da Sanepar era para que o abastecimento de água fosse normalizado na manhã de hoje. “Os serviços na captação de água do Rio Caviúna já foi concluído, bem como na casa de bombas. Agora estamos concentrando nossos esforços na adutora, que é a tubulação que liga a captação ao tratamento da água. Assim que começamos, na madrugada de hoje, a lançar a água na adutora ocorreu o rompimento em vários pontos da tubulação. A fixação do equipamento ficou comprometida porque o solo está encharcado pela água da chuva”, explica o gerente local da Sanepar, Luiz Carlos Jacovassi.

Segundo Jacovassi, a Sanepar está com 80 pessoas envolvidas no trabalho para restabelecer o abastecimento em Apucarana. Esperamos nas próximas horas dar uma posição concreta de quando o fornecimento de água será normalizado. Ainda não posso afirmar nada”, declarou na manhã de hoje.

O prefeito Beto Preto enalteceu o esforço da Sanepar para sanar os danos causados pela chuva em toda sua rede de captação e distribuição de água. “Tenho confiança no trabalho que a empresa está realizando e a prefeitura está colaborando com o que é possível neste processo. Nossa cidade está passando por um momento crítico, em que cerca de 70% da nossa população, em torno de 100 mil pessoas, estão sem água. Posso garantir que tudo que é possível está sendo feito para normalizar essa situação”, afirmou Beto Preto, enquanto acompanhava os trabalhos de fixação da adutora na manhã de hoje.

Beto Preto pediu a compreensão dos apucaranenses diante de um transtorno criado pela ação da natureza. “Façam sua parte. Peço que continuem economizando água. Hoje temos 30% da cidade abastecida por poços artesianos e se Deus quiser nas próximas horas teremos água nas torneiras de todos os apucaranenses”, manifestou Beto Preto.

Com a chuva o nível do Rio Cavíuna, no ponto de captação da Sanepar subiu 4 metros e todo maquinário bem como as bombas d’águas ficaram submersas, danificando totalmente toda a instalação elétrica. Com a força da enxurrada, uma adutora foi levada pela correnteza e necessitou ser substituída

Molicenter Sup Ofertas 21-22 e 23/09

Molipark

Solução Informática e Tecnologia