Sonho Analítico

Por que choramos?

Compartilhe no WhatsApp

O choro é nossa forma de comunicação mais primitiva, assim que nascemos choramos, se temos fome choramos, se temos sono choramos, se sentimos cólicas choramos, os dentes começam a nascer e adivinhe? Choramos!

Antes de sermos inseridos na linguagem tudo o que sentimos é expressado através do choro e interpretado de alguma forma por um outro que nos serve de suporte e amparo, talvez esse seja um dos significados da expressão “o choro é livre”.

Conforme vamos crescendo e adquirindo a fala substituímos o choro por palavras, por frases, expressões, vamos dando um sentido para aquilo que sentimos e o choro passa ser algo mais contido, “menos aceitável”, passa-se a esperar que em vez de chorar a gente diga algo e torna-se rotineiro ouvirmos frases como “engole o choro” ou então “ooh coitadinho, não chora, vai passar”.

O choro ganha outro sentido, outro peso e aparentemente fica mais difícil lidarmos com ele. Chorar pode ter vários significados, choramos de tristeza, choramos de alegria, choramos de desespero, às vezes o choro é um desabafo, mas o choro tem sempre um significado, um sentido por trás dele, nenhum choro é à toa ou inválido. O choro vem para dar vazão de alguma forma para aquilo que estamos sentindo e ainda não somos capaz de colocar em palavras, não conseguimos nomear. Tal como na infância ele vem de uma forma livre e quase primitiva para expressar nossos sentimentos, nossas emoções, nossas dores e alegrias.

Mas percebe-se que muitas vezes o choro é interpretado como algo negativo, como uma forma de fraqueza ou vulnerabilidade, que ele muitas vezes se torna uma fonte de angustia, não sabemos reagir nem quando choramos nem quando alguém chora perto de nós, o choro torna-se então um incômodo. E o que será que há nele que tanto nos angustia? Uma dificuldade em lidar com nossas emoções? A negativa do sofrimento? A recusa em expor o que sente talvez? Muitas e muitas possibilidades a se pensar, como já foi dito cada choro tem um significado, cada sujeito tem seu próprio jeito de enxergar e lidar com o choro, a questão principal aqui é que todo choro vem por uma razão e por isso ele não pode ser ignorado ou menosprezado, todo choro é importante e deve ser respeitado.

Molicenter Sup Ofertas 21-22 e 23/09

Molipark

Solução Informática e Tecnologia