Apucarana Geral

Operação recupera malha asfáltica em Apucarana

Compartilhe no WhatsApp

Duas equipes de tapa-buraco da Secretaria de Obras da Prefeitura de Apucarana estão desde a segunda-feira (18/01) dedicando esforço extra para amenizar os problemas de trafegabilidade causados pela chuva em praticamente todas as regiões da cidade. Ao todo, informa o prefeito Beto Preto, são 30 operários, quatro caminhões, dois rolos compressores e três camionetes. A estimativa da prefeitura é de que, a curto prazo, sejam necessários pelo menos R$2 milhões em tapa-buraco para recuperar todos os danos ocasionados pelos quatro dias de chuva intensa.

Diariamente, estão sendo aplicadas cerca de 50 toneladas de massa asfáltica. “Com chuva tudo fica mais difícil e, em matéria de asfalto, não há pavimento que resista a quantidade de água que caiu somando-se ao tráfego de veículos. Os prejuízos e transtornos foram grandes e por isto temos que aproveitar esses dias de sol para avançar. Contamos mais uma vez com a paciência e a compreensão da população”, disse o prefeito Beto Preto.

Além de promover reparos do asfalto na área central, segundo o diretor do Departamento Municipal de Obras, engenheiro civil Eduardo Mendonça, nesta semana já foram possíveis melhorias em diversos bairros. Nesta quarta-feira (20/01), uma equipe realizou trabalhos no Jardim Esperança e outra na Avenida Pinho Araucária, região da Sociedade Rural de Apucarana. “Temos bastante trabalho nestas áreas, por isto a tendência é de que terminemos a semana atuando nestas regiões. Gradativamente, conforme determinação do prefeito, vamos levar a melhoria para todos os locais necessários”, assegurou Mendonça.

Devido a ocorrência periódica de chuva, desde o mês de novembro do ano passado a administração municipal já havia sinalizado dificuldades em manter não só a conservação da malha viária, mas de praticamente todas as obras públicas em execução. “Temos promovido um embate com ela desde novembro do ano passado. Com chuva, nossas equipes ou as empreiteiras não têm o que fazer. Até mesmo um serviço de pintura não tem como ser executado devido a umidade. Deste modo, temos diversas obras e serviços em execução que, se não fosse o clima, já estariam concluídas”, disse Herivelto Moreno, secretário Municipal de Obras.

Foto:Edson Denobi

Molicenter Sup Ofertas 19 e 20/09

Molipark

Solução Informática e Tecnologia