Ocorrência Policial

Mulher esgana e mata filho dois dias depois de dar à luz

Mulher esgana e mata filho dois dias depois de dar à luz

Uma mulher de 30 anos confessou ter matado próprio filho recém-nascido em Salto do Lontra, no Sudoeste do Paraná. O crime foi descoberto pela Polícia após uma denúncia do Conselho Tutelar nesta segunda-feira (2).

Marli Cavalheiro Risso deu à luz ao bebê na quarta-feira (28) da última semana em Santa Izabel do Oeste. Ela permaneceu internada até sexta-feira (30), quando recebeu alta. Após isso, ainda dentro do hospital, matou o menino por esganadura. A criança estava dentro de uma caixa de papelão, em um dos cômodos da residência.

Quando a Polícia chegou ao local, o bebê de 3,340 kg já estava morto. Marli foi levada à delegacia e confessou o crime. Ela afirmou estar com depressão pós-parto. Ela está presa, à disposição do Poder Judiciário.

Conforme informações preliminares apuradas pela reportagem, a mulher teria escondido a gravidez da família. O marido dela, que disse desconhecer a gestação, está prestando depoimento. A esposa, conforme ele, usava uma faixa para esconder a barriga.

Este é o quinto filho de Marli, que não fez o pré-natal e ainda teria mentido para o marido, dizendo que estava se internando para cuidar de um ferimento.

Colaboração: Monique Sfoggia/Rede Massa.