Ocorrência Policial

Delegado Marcos Fontes fala sobre áudio que foi enviado nas redes sociais do caso do Colégio Emilio em Arapongas

marcos_fernandes

Em uma entrevista coletiva, na tarde desta quinta-feira(20), o Delegado Marcos Fontes dae 22.ª SUBDIVISÃO POLICIAL DE ARAPONGAS,falou sobre o áudio que foi enviado ontem nas redes sociais, em que um professor fala sobre dois alunos do Colégio Estadual Emilio de Menezes, que estavam desaparecidos e o envolvimento deles com satanismo e a algumas práticas que eles teriam cometido.No áudio, o professor diz estar com medo de dar aula, porque segundo ele, numa agenda em um desses alunos, estava a placa de uma professora e também relatos que ela estaria participando do jogo baleia azul, onde teria matado o gato estrangulado e comprado uma faca para matar os pais.
O Delegado disse que a Policia Civil está investigando o caso e que muito do que foi falado nada foi provado. Em relação ao professor, ele disse que a princípio ele não responderá por nenhum crime, já que segundo Dr. Fontes, o professor passou o áudio em um momento de preocupação.”Quanto as práticas que a aluna teria cometido com um animal e outros crimes relatado em uma agenda, nós não temos nada que comprove isso. Iremos tentar falar com os profissionais de saúde que tem acompanhado o caso deles para sabermos mais. Se caso existir algo, era será responsabilizada e as providências serão tomadas. De principio o que podemos concluir é que um áudio de um professor num momento de preocupação, acabou sendo enviado para redes sociais, causando grande preocupação “, disse o Delegado.
Nani Gonçalves