Ocorrência Policial

Cadeirante tem cabeça esmagada e pescoço cortado por causa de dívida de R$ 20 

tn_4342a1ccc8_pm

Um cadeirante foi morto com golpes de lajota na cabeça e cortes de faca no pescoço na tarde de sábado (06) na zona 07 em Maringá, no norte do Paraná, por causa de uma suposta dívida de R$ 20. O crime foi presenciado por um policial civil que passava pela rua São João e tentou ajudar a vítima, que não resistiu.

O autor do crime ainda tentou atacar o policial, mas acabou baleado. O agente contou que tentou prender o assassino quando ele terminava de consumar o homicídio e se preparava para fugir. Quando o criminosos percebeu que ele era policial, investiu contra ele com uma faca.

De acordo com informações apurada pela polícia, a situação teve início por conta de um desentendimento que teria sido motivada por uma dívida de R$ 20 por parte da vítima com o autor do homicídio. Policiais relataram ainda o local onde aconteceu o assassinato é frequentemente utilizado por usuários de drogas. 

Identificações
O acusado de homicídio, Alexandro de Araújo Gomes, 30 anos, foi encaminhado ao hospital e deve ser ouvido após receber alta médica. O corpo Irineu Elo de Souza Soares, de 35 anos , foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Maringá para exame de necropsia.

A Polícia Civil de Maringá instaurou inquérito relativo ao caso.

Com informações do portal Plantão Maringá