Ocorrência Policial

Pai de menina morta em Rolândia assume que agrediu a filha

IMG-20160131-WA0055_Copia

O pai da menina de 4 anos encontrada morta em um terreno baldio de Rolândia (Região Metropolitana de Londrina) no dia 4 de janeiro, Edson Aparecido Bergamaski, de 30 anos, confessou no último sábado (30), que agrediu a menina. Na sexta (29), o IML de Londrina já havia confirmado que a morte foi causada por asfixia.

De acordo com delegado chefe da cidade, Walter Helmut, o homem admitiu que usou força desproporcional ao dar uma bronca na criança.

“Ele ficou nervoso e a chacoalhou. Depois, a criança foi deixada no sofá e começou a apresentar problemas de respiração. Os pais a medicaram, mas ela não resistiu e morreu na manhã seguinte”, relata.

A mãe da vítima, Thaís Dayane Cavalcante, de 23 anos, mantém sua versão: ela e o pai teriam medicado a criança durante um acesso de falta de ar. Esta hipótese, no entanto, já está descartada por força do laudo do IML.

Os dois seguem presos na Delegacia de Rolândia, onde são mantidos separados dos demais detentos por questões de segurança.

Edson Aparecido Bergamaski e a esposa Thais Dayane Moises Cavalcante seguem presos na Delegacia de Rolândia desde o dia 27 de janeiro e são mantidos separados dos demais detentos por questões de segurança.
Fonte: AN Notícias com Catve
IMG-20160131-WA0055_Copia