Notícias Geral

Yared: a mulher mais atuante da Câmara dos Deputados

Yared - Imprensa

O ano de 2016 fechou em alta para a deputada Christiane Yared (PR), na pesquisa divulgada pelo site politicos.org.br foi considerada como deputada mais atuante. Ela aparece em primeiro lugar entre as parlamentares, em sexto no ranking geral de deputados federais e em décimo sétimo lugar se avaliada entre deputados e senadores. Aos jornalistas, no salão verde, no Congresso Nacional ela respondeu:

”são mais de duzentas mil pessoas que me fizeram chegar até aqui. Agora, é ir além. Ano que vem, estarei em novas comissões, entre elas, a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher”.

Yared é a atual presidente do PR Mulher no Paraná. Antes de assumir a presidência liderou, em Curitiba, a negociação para a inauguração da Casa da Mulher Brasileira. O espaço é destinado ao acolhimento de vítimas de violência e foi planejado para ter atendimento integrado. As mulheres vítimas de violência doméstica que forem até a Casa da Mulher Brasileira vão encontrar serviços relacionados à Delegacia da Mulher, ao Ministério e Defensoria Pública e ao Juizado da Violência Doméstica .

“O meu estado é o quinto estado mais violento em relação às mulheres. O Paraná precisa reverter este quadro mas, antes disto, as mulheres vítimas de violência precisam de apoio e a Casa da Mulher Brasileira é um marco na história do nosso país. Em Brasília bati de porta em porta para liberar recursos para que a casa abrisse em Curitiba e farei enquanto tiver um mandato em mãos”,

explicou Christiane Yared ao repercutir a posição de deputada federal mais atuante no ranking do site politicos.org.br. Yared já vem sendo reconhecida pela luta contra a impunidade e combate à corrupção mas sua atuação parlamentar extrapolou as fronteiras do Paraná, estado de origem da deputada federal. Ela é alvo de pesquisa como um dos parlamentares de destaque pelo IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). Segundo Acir Almeida, técnico de planejamento de pesquisa e planejamento do instituto,

“o Congresso Nacional está assumindo o papel de protagonista inédito na produção de políticas públicas. Mas não é de hoje. Bem antes do rebuliço causado pela atual legislatura, e desde pelo menos o ano 2005, a produção de leis federais tem passado por transformação silenciosa e gradual, com o controle da agenda legislativa passando do Executivo para o Congresso”.

Exemplo disto é a emenda apresentada por Yared que virou lei em novembro . O uso de celular no trânsito passou a ser considerada infração gravíssima. A mudança de classificação na Lei 13.281, de 2016, foi proposta pela deputada que explicou os motivos:

“manusear o celular ao volante mata. Os riscos de acidente aumentam em quatrocentos por cento. É preciso acabar com as mortes no trânsito. E a lei serve para mudar comportamento”.

Além desta mudança na lei de trânsito, Yared já apresentou dezesseis projetos de lei. A maioria pede alterações no CTB (Código de Trânsito Brasileiro) e visa salvar vidas e aumentar a punição aos infratores. Yared participa, entre outras, da comissão que está elaborando o Marco Regulatório dos Transportes de Cargas que vem sendo discutido com os diversos setores da sociedade envolvidos e já conseguiu, na prática, colaborar com perícia técnica que analisou o acidente da Serra do Mar, em julho deste ano.

“Gosto de sair do gabinete e resolver os problemas. É preciso unir esforços com quem sabe e com quem quer fazer. Amadureci na política e me proponho a deixar um legado para as próximas gerações e para os mais de duzentos mil votos que me trouxeram até aqui”, concluiu Yared ao mencionar as mudanças para o próximo ano.

Em 2017, Yared deve continuar nas atuais Comissões de Viação e Transportes (CVT) e na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) e no próximo ano participar de duas outras Comissões, a de Direitos e Defesa da Mulher (CMulher) e Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM). Este ano, a deputada federal Christiane Yared (PR) foi destaque também na liberação de emendas aos municípios do Paraná. Cento e quarenta e quatro municípios devem receber emendas num valor próximo dos trinta milhões de reais em recursos.

“Há pouco mais de dois anos, quando cheguei em Brasília, muita gente duvidou que eu levaria o mandato adiante. Pensei: são mais de duzentas mil pessoas que acreditaram em mim não vou decepcionar estas pessoas. Hoje, retribuo a confiança e novas pessoas estão junto comigo nesta luta que está só começando”, concluiu Yared .