Apucarana Geral

Conferência da Assistência Social cria metas para 10 anos

Compartilhe no WhatsApp

Envolvendo a participação de representantes de todas as entidades do município, da sociedade organizada, além de usuários e trabalhadores da área, a 10ª Conferência Municipal de Assistência Social de Apucarana atingiu seu objetivo de promover uma grande mobilização em torno do tema. Nos dois dias do evento, ontem e hoje, além da avaliação trabalho que está sendo realizado na cidade, um amplo debate resultou em sugestões para nortear as políticas públicas do setor nos próximos 10 anos, nas três esferas de governo: municipal, estadual e nacional.

Com o tema “Consolidar o Sistema Único da Assistência Social (SUAS) de vez rumo a 2026”, a conferência foi aberta na quinta-feira à noite, no Cine Teatro Fênix, com a presença do prefeito Beto Preto e sua equipe de governo, e da senadora Gleisi Hoffmann. Marcando o início da programação do evento, a palestra da ex-ministra de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Márcia Lopes, contribuiu para preparar os participantes, com subsídios e informações de relevância, para os debates e elaboração das propostas apresentadas dentro os grupos de trabalho durante o dia de hoje (10), na Adefiap.

“Participei da criação do SUAS quando trabalhei com os presidentes Lula e Dilma por cinco anos e esse sistema veio para ficar, conforme pude comprovar nas minhas viagens pelo país. Aqui em Apucarana o SUAS já é uma realidade, com 4 CRAS, CREAS, Centro de População de Rua e muitos outros serviços. Conferências, como a que está sendo realizada hoje em Apucarana, são de extrema importância, pois visam definir prioridades na área da assistência social para o futuro, mais especificamente para os próximos 10 anos”, disse Márcia Lopes.

Para Márcia um dos desafios para consolidação do SUAS é o de fazer com que a sociedade entenda que a assistência social não é um favor, uma caridade, mas sim um direito. “É um direito receber o Bolsa Família, ser atendido no CRAS ou por qualquer outro serviço oferecido dentro do SUAS”, afirmou. Ela explicou que, a exemplo do SUS, o SUAS tem uma rede de serviços. “Assim como a saúde tem as Unidades Básicas de Saúde (UBS), a assistência social tem os CRAS. Assim como a saúde tem os CAPS e outros serviços de especialidades, o SUAS tem os CREAS, que nada mais é do que o serviço especializado da assistência social”, detalhou Márcia.

O prefeito Beto Preto lembrou o crescente investimento do município na área da assistência social. “Os recursos do SUAS em Apucarana passou de R$ 500 mil em 2012 para uma previsão de R$ 5 milhões em 2015. Apucarana está investindo no SUAS e os resultados fazem parte do processo para construção de uma Apucarana diferente e melhor”, declarou.

Os avanços da assistência social foram relacionados na primeira etapa dos trabalhos da conferência na manhã de hoje. A secretária da Assistência Social, Márcia Regina de Sousa assegura que as conquistas foram inúmeras, mas é preciso mais. A conferência, segundo ela, é justamente para isso. Avaliar os avanços, mas também debater e definir em que é necessário ampliar e melhorar. “A proposta é estabelecer um plano das ações da assistência social para os próximos 10 anos. Isso é o que está sendo deliberado e votado nesta conferência. O que aprovarmos irá conferência estadual e reavaliado na conferência nacional. É importante que as mudanças, o que vai ser feito na assistência social em termos de políticas públicas seja resultado de debates nas bases como o que estamos realizando nesta conferência”, afirmou Márcia Regina de Sousa.

Fonte: Prefeitura Municipal de Apucarana

Molicenter Sup Ofertas 21-22 e 23/09

Molipark

Solução Informática e Tecnologia