Sonho Analítico

Férias: alívio ou frustração ?!

ferias_sonho

Olá pessoal, chegando às vésperas das comemorações de final de ano, nos deparamos com aquelas férias que tanto esperamos, ou então, os recessos que ajudam muito a recarregar as energias para retornar ao trabalho novamente. Além das questões das férias, é importante lembrar que o trabalho é um formador da subjetividade, muitas pessoas esperam ansiosamente pelas férias, outras nesse período podem acabar perdendo a referência de quem se é, por exemplo, há pessoas que não conseguem equilibrar a vida pessoal com a profissional, e acabam muitas vezes deixando um tomar todo o espaço do outro, quando chegam às férias e não se tem trabalho a fazer, essa referência de quem se é, do que gosta, do que não gosta, o que deseja ou não deseja, pode deixar o indivíduo um pouco abalado, irritado e ansioso querendo retornar logo as atividades.

Quando se lê sobre essa perda de referência do sujeito, pode parecer um pouco chocante, afinal quem não gosta de férias, mas nesse mundo totalmente rápido, globalizado e capitalista, as pessoas trabalham, trabalham, trabalham e quando se dão conta não se sabe mais o que se é, além do trabalho, quando apenas um recebe muita atenção corre o risco de quando o outro lado aparecer o sujeito não conseguir sustentar.

Além das férias, existe também a questão financeira, que muita gente não se programa, quer comprar presente para fulano, ciclano, quer dar um up no visual, na casa, enfim essa época do ano inspira mudanças, mas além de mudanças externas a mudança mais importante é a interna, não adianta o sujeito dar presente para várias pessoas e financeira ficar com várias contas para pagar no outro mês, sendo que cotidianamente não consegue nem ver e dar atenção para a família, amigos próximos, pessoas importantes. Pela lei do capitalismo, em datas festivas de alguma forma nos sentimos pressionados a dar presentes, mas precisamos nos libertar desse consumismo de objetos e dar mais atenção ao consumismo de afeto, amor, dedicação e atenção.

Se programe durante o ano, tente equilibrar as relações, de trabalho, financeiramente e também as afetivas, afinal o que realmente importa são os laços afetivos que fomos construindo durante a vida, do que vale uma vida cheia de objetos externos se o interno estiver desequilibrado e vazio.

sonhoanalitico