Colunistas Maria Julieta Janjacomo

Jovens Senhoras – Sem medo de continuar na moda

capamaria-julieta

Com pequenas adaptações, guarda-roupa pode permanecer turbinado mesmo após o início da maturidade

Nem tão jovem a ponto de ser considerada uma mocinha mas nem tão idosa para ser considerada uma senhora. Esse é o perfil das “jovens senhoras”, cuja faixa etária se estende, geralmente, dos 40 aos 60 anos. Com características peculiares, esse público fomenta um tipo de mercado de moda próprio, que pode combinar duas das grandes vantagens raramente conciliáveis em outros períodos da vida: beleza e maturidade!

Seja por conveniências culturais ou por desconhecimento, no entanto, muitas dessas mulheres acabam trocando todo guarda-roupa quando os primeiros sinais da maturidade começam a aparecer. Não precisa ser assim: o guarda-roupa pode continuar turbinado na maturidade! Diferente das mulheres mais idosas, que combinam com visuais mais discretos, as “jovens senhoras” podem ousar na aparência e, em alguns casos, conseguem um resultado melhor do que muitas mocinhas de vinte e poucos anos.

Nunca é demais lembrar que juventude e velhice é muito mais uma questão de estado de espírito do que, propriamente, de idade. A elegância está muito mais nas atitudes do que nas roupas. E, com certeza, quando existe segurança e autoconhecimento, a moda poderá fazer o seu papel complementar, sendo a cereja do bolo da beleza.

Mais dicas de moda para mulheres de meia-idade:

– Cuidado com o vestido. Prefira modelos retos e mais soltos, de preferência com cinto para deixar a cintura mais fina.

– Os jeans também sempre são uma boa opção. Neste caso, porém, é recomendado evitar modelos muito justas e calças de perna reta.

– Na hora de compor um look, não leve apenas a idade em consideração, mas também outros pontos, como personalidade e estilo de vida.

– Havendo sintonia com o estilo da pessoa, não há restrição de cores para a fase madura.


Os artigos assinados são de responsabilidade dos colunistas.