Daniele de Oliveira

PRECISAMOS FALAR SOBRE: Violência psicológica

disque180

É bem provável que em algum momento da vida você tenha se deparado com notícias de mulheres que se sujeitaram a permanecer em relacionamentos conturbados, arrisco dizer ainda que talvez existam situações que tenha presenciado com pessoas próximas a você. Costumamos questionar e até mesmo julgar mulheres que vivenciam uma relação abusiva, mas é pouco comum procurarmos entender qual o real motivo que as mantêm nessa situação.

Precisamos falar sobre a violência psicológica e refletirmos a respeito da “escolha” da vítima por não denunciar e ainda permanecer junto ao seu abusador. A primeira coisa que devemos saber é que esse tipo de violência não se trata de agressões físicas, mas sim verbais e não se torna menos grave por isso, afinal, como diz aquele velho dito popular: “As palavras doem mais que um tapa”, e não somente isso, elas também desencadeiam sofrimentos emocionais.

Esse tipo de violência traz consequências de ordens psicológicas, tais como: Ansiedade, Angústia, Baixa autoestima, Irritabilidade, Depressão, Sentimento de incapacidade, Sentimento de culpa, Abuso de álcool e drogas, Diagnóstico de pânico, Diagnóstico de fobias, Comportamentos destrutivos, Sensação de vazio, Tentativa de suicídio.

Quando pensamos na relação vítima-agressor precisamos olhar duas pessoas que agem em função de um sofrimento emocional que não podemos avaliar num primeiro momento, cada um tem uma história de vida que os permitiram chegar até ali da forma que chegaram. Os motivos que levam alguém a permanecer em um relacionamento abusivo são inúmeros, não existe um padrão que mantenha as mulheres em sofrimento, cada uma tem sua história de vida, seu contexto, sua relação familiar, relações essas que foram construindo a estrutura psíquica de cada uma. A mulher que sofre esse tipo de violência precisa de apoio, porque na maioria das vezes ela realmente acredita que merece ser agredida, que merece estar nessa vida e que jamais encontrará alguém melhor que seu abusador, o que claramente não é verdade, mas ela precisa de ajuda para saber disso.

A tabela abaixo demonstra algumas situações que caracterizam a violência psicológica, sendo elas:

FIQUE ATENTO AOS SINAIS!
[   ] O parceiro faz com que você se sinta mal a respeito de si mesma, ou seja, diz frases tais como: Ninguém aguenta você; só eu sou capaz de te amar; você nuca vai conseguir ninguém…
[    ] O parceiro a xinga de nomes de baixo calão fazendo com que você se sinta inferior as outras pessoas
[    ] O parceiro te expõe em situações humilhantes frente a seus amigos
[    ] Faz criticas a respeito de sua aparência
[    ] Você tem percebido sua autoestima baixa, realmente acredita que as coisas que ele diz faz sentido
[    ] Você se sente culpada quando é ele o agressor
[    ] Você tem vivido em função da própria relação, sem tempo para outras atividades
[    ] Você depende do outro para se sentir completa
[   ] O parceiro tenta controlar a maneira como você se comporta, impõe o estilo de roupa que você usa, escolhe suas amizades, faz você pedir permissão para os afazeres do dia-a-dia

Psicóloga Daniele Oliveira

CRP 08/20268

Fone: 43 999865094