Claudio Natalino Bagnolli

Você conhece o Chromebook?

chrome-new

Quem se lembra da busca por informações antes do Google? E do e-mail antes do Gmail? Nestes dois casos, o Google estava por trás inovando no planejamento e criação de soluções. Além da criatividade, temos outra característica em comum nos lançamentos da marca: o vazamento de informações na web. Assim foi com o Google Chromecast.

E não foi diferente com o “queridinho” da empresa americana,  o Chromebok. Em 2010 começaram as especulações a respeito do produto e as surpresas foram boas, viu? A Samsung foi quem trouxe o primeiro integrante de sua linha de Chromebooks para o Brasil em 2014. Leve e portátil, ele é equipado com uma tela de 11,6 polegadas e tem autonomia de bateria de até 11 horas rodando o Chrome OS, sistema operacional do Google, composto basicamente, por um navegador. Vendido a R$ 1300,00 ele tem o que é preciso e conquistou o consumidor brasileiro.

Além de uma surpreendente tela multitoque de 11,6 polegadas com resolução 1366—768. Sim, suficiente para reproduzir vídeos em alta definição. O pacote apresenta ainda disco SSD de 16 GB, que tem funcionamento parecido com memórias flash a mesma dos pendrives; 2GB de RAM, webcam e todo tipo de conectividade: portas USB, Wi-Fi, Bluetooth. A ideia é com esse pacote de conectividade fazer o Chromebook acessar arquivos de qualquer lugar e continuar seus trabalhos exatamente de onde parou.

Um dos grandes diferenciais no Chromebook é a presença do sistema operacional que o próprio Google desenvolveu o Chrome OS.

Por aqui ficamos de olho esperando para conhecer produtos inovadores e contar para vocês!

E a novidade da semana é que a Google ofereceu investir pelo menos 1 trilhão de wons, ou aproximadamente R$ 2,7 bilhões, para ajudar a sul-coreana LG Display a aumentar a produção de telas com tecnologia Oled para smartphones, é o que publicou o jornal sul-coreano Electronic Times.

Segundo a reportagem, a Google ofereceu o investimento para assegurar um fornecimento estável de telas Oled flexíveis para os celulares Pixel.

A Samsung Electronics usa telas curvas em seus smartphones e a Apple deve começar a usá-las em pelo menos um dos próximos modelos do iPhone.

Por enquanto, você pode se surpreender com o Chromebook que está a venda no mercado.