Claudio Natalino Bagnolli

Os Jogos de tabuleiro nunca mais serão os mesmos

catanonline

Taí­ uma coisa que havia resistido bravamente à  evolução da indústria do entretenimento: os jogos de tabuleiro. Basta dar uma voltinha pela seção de Brinquedos e Games das lojas de departamentos para ver por ali os clássicos que pais e avós jogam há décadas vendendo (e bem!) até hoje. Quem nunca se divertiu com o Banco Imobiliário, Jogo da Vida e semelhantes?

Mas o progresso sempre chega

Olha só o que encontrei. Em 2010 um inventor chamado Mike Rooke desenvolveu um protótipo para unir a capacidade dos jogos eletrônicos com o imbatível poder de reunir pessoas ao redor de uma mesa que os antigos jogos de tabuleiros tem.

A versão foi apresentada num congresso nos Estados Unidos e é composta de hexágonos de cartolina com pontos sensíveis à  luz infravermelha. Ele reuniu uma câmera especial e um projetor que “faz aparecer” nos hexágonos os cenários e personagens dos jogos nos hexágonos.

Com a ajuda de rotinas de programação já existentes, ele conseguiu uma infinidade de recursos: “derramar” o conteúdo de um hexágono sobre o outro, fazer personagens interagirem, criar menus contextuais ao longo do jogo e muito mais. Enfim, uma plataforma pronta para criadores de jogos se divertirem. E nós também.

Confira comigo o vídeo: