Claudio Natalino Bagnolli

Leitores Blu-ray com resolução 4K

ultra_hd_blu

É o meu caso. Talvez não seja o seu. Mas ainda há muita gente que vê filmes a partir de Blu-ray.

E as novidades neste sentido não param. Embora os aparelhos Blu-ray com resolução 4K ainda não chegaram no Brasil, nos Estados Unidos os dispositivos são uma realidade. As principais marcas de eletrônicos do mundo, como Lg, Samsung, Sony, Panasonic, Philips, Oppo, possuem seus próprios produtos com estas especificações.

Além da resolução, de 3840 x 2160 pixels, os discos de Blu-ray Ultra HD trazem outros benefícios, como administrar melhor o padrão HDR e trabalhar com altas taxas de quadros por segundo, que podem chegar a 60 fps.

Sim, o Ultra HD Blu-ray suporta a tecnologia High Dynamic Range (HDR), os padrões de áudio DTS:X e Dolby Atmos, além de um recurso opcional chamado Digital Bridge que permite ao usuário visualizar o conteúdo do disco em diferentes dispositivos (tablets, smartphones, entre outros).

A grande questão é: o que as distribuidoras de conteúdo para essa mídia (estúdios de cinema e produtoras de jogos) inventaram para ocupar o espaço excedente: como o 3D e as Informações extras cada vez mais complexas.

A capacidade de armazenamento também é maior, um disco de Blu-ray Ultra HD consegue guardar até 66 GB em camada dupla ou 100 GB em camada tripla, enquanto o Blu-ray normal fica entre 25 e 50 GB de espaço. Ela se baseia no aumento de velocidade de leitura e escrita nos players de Blu-Ray. Com a leitura mais precisa, pode-se trabalhar com uma quantidade de dados maior.

Isto já rendeu muita notícia e deixou a imprensa especializada de queixo caí­do, quando há exatamente 2 anos, a Blu-ray Disc Association (BDA) anunciou a conclusão do desenvolvimento do novo padrão 4K para o Blu-ray. Na ocasião, a associação afirmou que os primeiros aparelhos chegariam no mercado norte-americano até dezembro de 2015, e assim foi feito.

A intenção da BDA é aproveitar o crescimento do segmento de televisores 4K. Serviços de streaming, com destaque para a Netflix, estão aumentando aos poucos a oferta de vídeos com essa resolução, portanto, demanda não falta.

Como nem todo mundo quer ou pode contar com uma conexão à  internet para streaming em 4K (essa resolução exige, pelo menos, 15 megabits por segundo para funcionar bem), o Ultra HD Blu-ray encontrou um espaço no mercado.

Bom, é o que a BDA espera. Não há dúvidas de que o Ultra HD Blu-ray tem potencial para te fazer virar a cara para vídeos com resoluções menores, mas há alguns pontos que podem atrapalhar os planos.

Para começar, existe o fator custo: o novo padrão exige discos com capacidade de 66 GB ou 100 GB. Essas unidades têm, respectivamente, duas e três camadas para armazenamento de dados, consequentemente, não serão baratas.

Além disso, você terá que trocar o seu player, já que, os reprodutores atuais não são compatíveis. Esses aparelhos, vale frisar, também são compatíveis com os discos Blu-ray “normais”.

Os primeiros filmes e players Ultra HD Blu-ray já¡ estão no mercado.

Confira abaixo uma lista com os modelos de Blu-ray com suporte ao 4K.

LG UP970
SAMSUNG UBD-K8500
PANASONIC DMP-UB900
SONY UBP-X800
PHILIPS BDP 7501
OPPO UDP-203
XBOX ONE S

Estranhou o último nome na lista? Sim. Seu Xbox One S pode exibir conteúdo 4K e HDR. Você vai precisar de uma TV 4K, se tiver uma, poderá assistir a filmes com uma imagem 4K vibrante. É claro que para isso terá que ter também um disco Ultra HD Blu-ray.