Arapongas Geral

Viapar inicia desapropriações para contorno de Arapongas

br-369_atropelamento_arapongas_br-369

A concessionária Viapar, responsável pelo trecho da BR-369 que passa por Arapongas, já iniciou as negociações para desapropriar as terras onde, a partir do próximo ano, o Contorno Leste de Arapongas será construído. Serão desapropriados um total de 32 alqueires, de acordo com a Prefeitura de Arapongas.

Os investimentos necessários para a aquisição das terras serão bancados em até R$ 20 milhões pela concessionária. Acima deste valor, o Governo do Estado se encarrega de cobrir os custos.

A Viapar, através de nota oficial, confirmou que funcionários da empresa já entraram em contato com alguns proprietários dos terrenos que deverão ser desapropriados. De acordo com a Coordenadoria de Concessões e Pedágios Rodoviários do Departamento de Estradas e Rodagem (DER), órgão do Governo Estadual responsável pela fiscalização e planejamento viário, o projeto para a nova rodovia já está pronto e aprovado.“Esta é uma obra importantíssima para Arapongas, que vai sair do papel depois de muita espera e expectativa.

A Viapar está mantendo os prazos firmados em contrato e a obra será iniciada a partir do segundo semestre de 2018”, afirma o prefeito de Arapongas, Sérgio Onofre (PSC).Segundo o DER, as desapropriações serão feitas pela concessionária, com investimento máximo de R$ 20 milhões. Caso o valor total das aquisições dos terrenos ultrapasse esse valor, o Governo Estadual cobrirá o valor extrapolado.

Este artifício, segundo o governo, servirá para que a concessionária não precise aumentar os valores cobrados no pedágio, mantendo o contrato de concessão equilibrado.Segundo o prefeito Onofre, a obra deverá alterar substancialmente a Avenida Maracanã, trecho urbano da BR-369. “A Prefeitura possui um projeto de remodelação do trecho, que se tornará essencialmente urbano após a conclusão do contorno. Além disso, vamos acabar com o tráfego de caminhões pesados que hoje corta a cidade, trazendo mais segurança”.

A concessionária Viapar iniciou o projeto para a construção do contorno de Arapongas em março de 2013, com os estudos técnicos. A obra, aguardada há anos pelos araponguenses, desafogaria o trânsito da Avenida Maracanã, que atualmente faz parte da principal rota de ligação do sudoeste paranaense com a cidade de Londrina e interior do estado de São Paulo.O contorno deverá começar na região do quilômetro 191 da BR-369, alguns metros ao norte do totem que demarca o Trópico de Capricórnio. A nova pista seguirá a leste da rodovia e voltará a se encontrar com a estrada principal nas proximidades do Pavilhão de Exposições de Arapongas, pouco antes da praça de pedágio do município.Em meados de 2015, a Viapar entregou o plano de obras ao DER. O órgão, após estudar formas de reduzir custos com a desapropriação de terras no local onde a rodovia deverá passar, devolveu o projeto, fazendo com que a Viapar reformulasse os prazos de construção.O investimento previsto é de R$ 129,6 milhões e a extensão total do contorno será de 10,2 quilômetros. O início das obras está previsto para o ano de 2018 e a conclusão para 2020.

Com informações TNonline.