Arapongas

Representantes do observatório ambiental de arapongas pedem providências para salvar nascente no parque das nações em Arapongas

parque das nações

Representantes do Observatório Ambiental de Arapongas (OAA) estiveram reunidos como o prefeito municipal José Beffa, na tarde de segunda-feira, dia 18-07-2016, juntamente com o secretário de obras, Pedro de Marco e com o secretário do meio ambiente, Roberto Dias dos Santos pedindo providências para a grande erosão provocada na nascente do Parque das Nações.

A erosão que vem sendo agravada significativamente com as chuvas intensas do início do ano, é, em grande parte provocada pela falta de estrutura das Ruas Tiziu e Canário da Terra, do Conjunto Centauro, que trazem para a nascente grande quantidade de lixo e água pluvial, deixando todos os resíduos e água das chuvas a quase dois metros da nascente, já que a Rua termina onde começa a nascente.

A grave situação da nascente do córrego Tabapuã já está atingindo as residências mais próximas do local, e já é alvo de procedimento instaurado pelo Ministério Público, através da promotora da pasta ambiental, Dra. Leda Barbosa Lorejan.

O Observatório Ambiental de Arapongas é formado por vários representantes da sociedade civil, incluindo clubes de serviço como Rotary, Lions, além do Conselho de Segurança, OAB, Foto Clube de Arapongas, além de muitos outros representativos da sociedade civil. Estiveram presentes à reunião o presidente da OAB, subseção Arapongas, Dr. Fábio Viana Barros, os escoteiros Pedro Toaliari e Yan Toliari, a professora Elaine Moroz, representando o FOCAR  além de outros integrantes que pediram providências urgentes para conter a erosão na nascente do córrego Tabapuã.

A presidente do Observatório Ambiental de Arapongas, a advogada Sandra Gasparotti, juntamente com os membros do OAA, reforçou o pedido de providências, colocando o OAA à disposição para que soluções conjuntas sejam encontradas. Produtiva, a reunião terminou com a promessa de atenção especial para as nascentes.