Arapongas

PROTESTO :Movimento que deseja isenção na tarifa do pedágio de Arapongas agenda manifestação

O Movimento Rolândia/Arapongas Tarifa Zero, criado com o objetivo de sensibilizar a concessionária Viapar a conceder isenção na tarifa do pedágio que divide os dois municípios, deve realizar uma manifestação em até 15 dias. O grupo é composto por moradores e vereadores. Dentre eles está o vereador João Ardigo (PSB), que informou ao Portal Bonde que o dia do protesto ainda não foi definido, mas “deve ficar entre 20 ou 27 de maio”.

De acordo com o parlamentar, os motoristas que usam o pedágio com frequência deixam, mensalmente, R$ 1 milhão. Entre ida e volta, cada contribuinte gasta R$ 16,40, ou seja, R$ 8,20 para cada trajeto. O movimento, formalizado no início de abril através de um requerimento protocolado pelos vereadores de Rolândia e endereçado à Viapar, também questionou a construção de um muro na chamada Estrada do Ceboleiro, acesso alternativo criado pelos moradores que cruzam a divisa entre os dois municípios.

No último dia 24, houve nova insistência da Câmara Municipal. Os vereadores pediram que o setor jurídico da prefeitura de Rolândia reavaliasse o termo de cooperação firmado com a Viapar. A sugestão era de que, através de um possível acordo, o próprio município tivesse a obrigação de fechar rotas paralelas. Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa disse que a administração não tem conhecimento do assunto. A nota enviada ao Portal Bonde informa que a concessionária foi cobrada para providenciar melhorias na Estrada do Bengali e construção de uma passarela nas proximidades da Igreja da Ressurreição.

O planejamento do ato será concluído em uma reunião na próxima terça-feira (16), que deve ocorrer em Arapongas entre os vereadores que compõem o “Tarifa Zero”. No entanto, João Ardigo disse que “tudo será pacífico” e que “a Viapar, assim como a Polícia Rodoviária Federal (PRF), serão devidamente avisadas”.
Rafael Machado – Redação Bonde