Arapongas

Passado e futuro se encontram na Movelpar 2017

Sofa vintage Spazzio (1)

Expositores apostam em toque vintage e realidade aumentada para impulsionar vendas; Feira segue até quinta (16)

11ª edição da Movelpar – Feira de Móveis do Paraná – que abriu nessa segunda (13) e segue até quinta (16) no Expoara, em Arapongas/PR, é uma grande mostra das tendências do mobiliário, com novidades em design, materiais, funcionalidade e tecnologia para o setor moveleiro, que se destacam em produtos para quartos, cozinhas, salas e escritórios.

A Feira, com 168 expositores de várias regiões do país, deve receber público estimado em mais de 40 mil pessoas nos quatro dias do evento, incluindo importadores interessados nos produtos da indústria brasileira de móveis.

Design prático

Do quarto à cozinha, a maior tendência entre as marcas é o resgate de design com toque vintage e clássico, aliado à praticidade e adaptação a ambientes menores. A Kappesberg, por exemplo, lançou uma linha de móveis que mistura contemporâneo e retrô, incluindo um guarda roupa com cabideiro invertido e uma cristaleira com prateleira giratória que otimizam o espaço.

Já a Caemmun trouxe para a Feira novidades como mesas de centro com peças removíveis que se tornam bandejas e tampas de correr. As marcas trouxeram também móveis que podem ser customizados e montados de acordo com as necessidades e gostos do cliente, como os racks da Linea e as cozinhas flexíveis da Kit’s Paraná.

Outra grande tendência é o design “pegue e leve”: móveis práticos que podem ser facilmente montados pelo próprio cliente. Muito popular no exterior, em especial nos Estados Unidos, o modelo ainda é pouco conhecido no Brasil. A novidade foi trazida pela Linea, que lançou quatro mesas de canto com essa funcionalidade, e outras empresas já têm lançamentos programados para o próximo ano.

Materiais e acabamentos

A economia é um fator de peso na escolha dos materiais, visando um produto final com bons preços para o consumidor. As novidades estão nos detalhes como as corrediças telescópicas nas gavetas, capazes de suportar até 45 kg. Antes restritas aos móveis planejados, estão agora presentes em produtos mais acessíveis. “São produtos de alta qualidade, mas ainda assim mais baratos e resistentes”, conta Regiane Homen, gerente comercial da Nicioli, empresa de Arapongas especializada em módulos para cozinha.

Acabamento de aparência rústica é outra grande aposta dos expositores, com móveis de textura e desenhos semelhantes ao corte de madeira, aplicados no MDF. A Lopas, pioneira no uso do padrão, investiu também em puxadores de bronze para dar um ar mais colonial aos produtos.

Outro material bastante utilizado no acabamento é o vidro. Os pés dos móveis vêm no formato palito em madeira ou ferro.  Na parte de estofados, tecidos aveludados e texturizados em cores neutras seguem como tendência.

Tecnologia

A área de vendas também tem grandes inovações. Através da realidade aumentada, é possível visualizar como um móvel fica no ambiente: basta ter um marcador e um smartphone. Através de um aplicativo personalizado, o cliente pode conferir o catálogo interativo de modelos em 3D, além de fotografar e compartilhar o produto por mensagens ou redes sociais.

“O visual commerce (‘comércio visual’) é um lançamento para a Movelpar e permite uma maior praticidade para o cliente, que pode ver como uma poltrona fica dentro da sala e compartilhar em tempo real com a esposa, por exemplo”, explica Betinho Baccette, representante da Realidade Aumentada Brasil, empresa responsável pelo aplicativo. Pacotes com preços especiais estão disponíveis para os expositores da Movelpar até o fim da Feira, no dia 16 de março (quinta-feira).