Arapongas Geral

MegaFeira de Arapongas já tem 134 estandes ocupados

megafeira06

Lançada faz pouco mais de um mês, a Queima de Estoque de Arapongasjá tem locados ou reservadosdois terços de seu espaço. De210 estandes oferecidos desde dezembro, 86 possuem contrato assinado.Nalista de reservas há48.
De 25 a 29 de maio a MegaFeira acontece no Expoara,em Arapongas.O evento organizado pela Associação Comercial (Acia) é um dos maiores do setor varejista no Estado inteiro.
“O empresário já está contando nos dedos quanto tempo falta”, revelaa presidente da Acia, Evelyse Segura.Essa afirmação não é à toa.Mais de 65 mil pessoas devem ir à Queima de Estoque, e os negócios fechados na hora podem alcançar R$ 7 milhões.
Isso dá a chance para vender quase de tudo – de bijuterias a carros e apartamentos, materiais para construção, viagens etc. “Já temos diversos segmentos garantidos, como móveis e eletrodomésticos, calçados, produtos naturais, confecções e muitos outros”, Evelyse ressalta.
A MegaFeira traz à 18ª edição 20 mil metros quadrados de área fatiados entre 210 estandes. Perto de 150 empresas vão expor ali, esperam os organizadores. “A Queima de Estoque é uma grande ação de vendas e um acontecimento socioeconômico muito importante para a toda região.”

Potencial de consumo
Pesquisa da Unopar aplicada a 607 visitantes de 2015 -com margem de erro de três pontos percentuais tanto para cima quanto para baixo – constatou que 24% deles vieram de fora. Apucarana, Londrina, Cambé, Astorga, Rolândia, Sabáudia e Ibiporã lideraram essas ‘caravanas’.
Supervisionado pelo diretor do Campus de Arapongas, Alexandre Frigeri, o levantamento descobriu ainda que a MegaFeira condensa pessoas das classes B1, B2, C1 e C2. Ano passado, por exemplo, um quarto delasrecebiaa cada mês de R$ R$ 2.250a R$ 4.000; e 15% ganhavam acima disso.
“O nosso público agrega um enorme potencial de consumo”, avalia Evelyse. Por isso o empresário consegue grana -dinheiro vivo, mesmo- e reforça a marca. “Além de fazer dinheiro numa quantidade que às vezes levaria meses para juntar na loja, o empreendedor divulga o seu negócio a consumidores de todo o Norte do Paraná”, diz Evelyse Segura.