Arapongas

Mega Feira Queima de Estoque recebe mais de 70 mil consumidores

tn_901543bb7a_19274740-1858331037753902-6346163204248161446-n

Pelo quinto ano consecutivo, a Mega Feira Queima de Estoque de Arapongas fecha com crescimento de público em relação à edição anterior. De quarta (14) a domingo (18), o Pavilhão de Exposições Expoara recebeu 70.546 visitantes, 3 mil pessoas a mais que 2016.

Novamente, o campeão de visitas foi o feriado de Corpus Christi, na quinta (15). Só ali 31.996 consumidores passaram pelas catracas da Mega Feira. Na segunda posição ficou o domingo (18), com 13.285 visitantes. Durante o sábado (17), foram registrados 11.801 consumidores; e 8.562 na sexta-feira (16). Para abertura – na quarta-feira (14) – houve 4.902 pessoas.

“O sucesso da Mega Feira de Arapongas só é possível graças ao apoio do nosso consumidor. Sem esse respaldo, não existiria a Queima de Estoque” sublinha Evelyse Garcia Segura, presidente da Associação Comercial (Acia), entidade que promove o evento.

Expectativa de vendas – Pesquisas realizadas pelo curso de administração da Unopar, aliadas aos dados fornecidos pelos próprios expositores, devem dizer nos próximos meses se as estimativas iniciais de até R$ 14 milhões em vendas diretas foram atingidas – ou até superadas. Ao menos, a satisfação dos expositores indica que sim. “Essa feira deve servir de exemplo”, sentencia Rita Obara, dona da E-Sport Fitness Wear.

Estrutura – A Mega Feira 2017 trouxe desfiles, aulas de culinárias e os espaços Kids e Teen cheios de diversões. Numa área de 20 mil metros quadrados, a 19ª edição juntou 177 empresas do mais diversos segmentos.

Já a Feirinha do Agricultor voltou com suas agroindústrias caseiras. Cerca de 20 famílias cadastradas pela Emater ganharam de novo da Acia algo perto de 300 metros quadrados. Latinhas, papelões e outros materiais reaproveitáveis ficaram com a Associação dos Catadores de Arapongas. E todo dinheiro da venda também.

“Nosso evento envolve mais 2 mil trabalhadores”, diz Evelyse Segura, presidente da Acia. “Por isso temos nossa importância socioeconômica consolidada no Norte do Paraná”, ressalta.

Solução Informática