Arapongas

Governo garante R$ 6,6 milhões para abertura de mais 20 leitos de UTI em Arapongas

DSC_0570

Com o apoio do Governo do Paraná, a população da região norte do
Estado vai ganhar mais 20 leitos de UTI adulto. A estrutura começará a
funcionar a partir do mês de maio, reforçando a retaguarda de
atendimento no Hospital Regional João de Freitas, em Arapongas.

Ao todo, o Estado vai investir cerca R$ 6,6 milhões por ano para bancar
a manutenção dos leitos, assumindo uma responsabilidade que seria do
governo federal. “Vamos colocar recursos próprios para garantir a
abertura dessas UTIs tão importantes para a área de urgência e
emergência. Trata-se de uma estrutura de alta complexidade e que salva
vidas”, explicou o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto.

A nova ala de UTI do João de Freitas está pronta desde março do ano
passado. O Estado destinou R$ 2 milhões para compra de equipamentos e
em contrapartida o hospital fez todas as adequações físicas para
abrigar a estrutura.

Segundo o presidente da entidade mantenedora do hospital, Umberto
Tolari, o serviço só não foi aberto antes porque o Ministério da
Saúde ainda não credenciou os leitos ao SUS, o que consequentemente
inviabiliza o repasse de recursos para o custeio das atividades.
“Estamos há mais de um ano aguardando um parecer do governo federal.
Enquanto isso, os leitos estavam fechados, pois não poderíamos arcar
com todos as despesas”, declarou.

Agora, a unidade está finalizando a contratação dos médicos,
enfermeiros e demais profissionais que atuarão na UTI. A expectativa é
que todo o processo seja concluído até o final do mês. A partir daí,
os leitos serão incorporados à rede pública de saúde, com o
pagamento mensal de R$ 552 mil ao mês por parte do Governo do Estado.

Com a implantação das novas UTIs, o hospital passa a ter 68 leitos de
Unidade de Terapia Intensiva. “Pela expertise, pela estrutura e pelas
especialidades que oferta, o João de Freitas se consolida como um
hospital estadual, sendo referência para receber pacientes de todas as
regiões do Paraná”, ressaltou Caputo Neto.

Atualmente, o hospital também se destaca no Mutirão Paranaense de
Cirurgias Eletivas. Responsável por atender a demanda nas áreas de
cirurgia geral, vascular e de otorrino, a unidade já realizou cerca de
300 procedimentos. Foram beneficiados pacientes das regionais de saúde
de Apucarana e Ivaiporã.

Durante a solenidade de assinatura do contrato de custeio das UTIs, o
secretário entregou ao hospital um certificado de reconhecimento ao bom
desempenho do João de Freitas no mutirão. Ele destacou que a parceria
com o hospital tem feito com que o Estado reduzisse o tempo de espera
por cirurgias eletivas na região.

O João de Freitas é um hospital filantrópico mantido pela
Associação Norte Paranaense de Combate ao Câncer. Mais de 80% dos
atendimentos são feitos pelo Sistema Único de Saúde.

Também em Arapongas, Caputo Neto participou da inauguração das novas
instalações do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) e da sede
administrativa do setor de Vigilância Epidemiológica. A transferência
desses serviços para o novo prédio foi viabilizada através de
recursos do VigiaSUS – programa estadual que apóia os municípios na
qualificação da área de vigilância em saúde.

Situado no centro da cidade, o CTA agora conta com toda estrutura
necessária para atender pacientes em tratamento contra Aids, hepatites
virais e outras doenças sexualmente transmissíveis. São consultórios
médicos, sala de coleta de exames, sala de administração de
medicamentos, sala de processamento laboratorial e unidades de
acolhimento.

O novo prédio também permitirá que se descentralize a distribuição
de medicamentos para este grupo de pessoas. Antes, o paciente em
tratamento tinha que retirá-los mensalmente na Farmácia do Paraná, em
Apucarana.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Antonio Garcez Novaes Neto, o
objetivo é implantar no mesmo espaço um amplo ambulatório
especializado em infectologia. “O grande diferencial deste espaço é a
preocupação com o acolhimento do paciente. No futuro, queremos criar
aqui um serviço de referência regional, inclusive com centro
cirúrgico para realização de biópsias e outros exames”, afirmou.

Desde 2013, a prefeitura de Arapongas já recebeu cerca de R$ 720 mil em
recursos para custeio e investimentos através do VigiaSUS. Foram
adquiridos veículos, equipamentos e materiais de consumo para
fortalecer o trabalho das equipes de vigilância em saúde.

Para o prefeito Padre Beffa, o apoio do Governo do Estado tem sido
essencial para que o município avance na área da saúde. “Aqui em
Arapongas investimos mais de 25% do nosso orçamento em saúde. Mesmo
assim isso não é suficiente e por isso precisamos de parcerias como
esta junto ao governo estadual”, afirmou.

Em seu discurso, o secretário estadual da Saúde afirmou que o Paraná
é o único estado do país a destinar recursos para a área de
vigilância. “São mais de R$ 30 milhões ao ano para que as prefeituras
estruturem este setor tão importante da saúde pública”.

Além disso, Caputo Neto informou que Arapongas deve receber nas
próximas semanas mais R$ 115 mil para equipar unidades de saúde e uma
nova ambulância de transporte de pacientes.

DSC_0570DSC_0519