Arapongas

Arapongas poderá contar com Patrulha Maria da Penha a partir de abril

29b9fb5b6c193df3322b6c265a39cc7d

A partir de abril, Arapongas contará com a Patrulha Maria da Penha que será feita pela Guarda Municipal(GM), que trata-se de uma eficiente ferramenta que vai preencher a lacuna atual existente entre a expedição da medida protetiva de urgência em favor da mulher agredida e o fiel cumprimento desta ordem judicial por parte do agressor. A GM IRÁ proporcionar um acompanhamento aproximado da situação familiar em que vive tanto a vitima das agressões, quanto os seus eventuais dependentes que venham a compartilhar o mesmo teto: filhos, pais etc…

“O trabalho da Guarda Municipal será ser uma força de segurança – que garante a efetividade da Lei Maria da Penha, monitorando o cumprimento das medidas protetivas de urgência”,explicou o Guarda Municipal Odair.
Ainda segundo ele, todos os GMs receberão treinamento para estar apto a fazer parte deste trabalho. “ Uma viatura estará sendo usada exclusivamente para o patrulhamento”,disse Odair.
Nesta semana, Guarda Municipais estiveram em Curitiba para conhecer o trabalho da Patrulha Maria da Penha, serviço da Secretaria Municipal da Mulher em conjunto com a Guarda Municipal de Curitiba e o Tribunal de Justiça do Paraná. A cidade de Arapongas foi representada pela coordenadora do CREAS Marcia Barca, pelo supervisor da Guarda Municipal Odair Jacinto e pela GM Denise Amorim Almeida.

Eles foram recebidos pela secretária municipal da Mulher, Roseli Isidoro, e participaram de uma reunião realizada no Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, que teve a presença da desembargadora Denise Kruger, coordenadora da área de violência contra a mulher do Tribunal de Justiça do Paraná. Na ocasião, foi feita uma apresentação do processo de criação e da metodologia de trabalho da Patrulha Maria da Penha em Curitiba.

De acordo com a GM Denise Amorim Almeida, a implantação da “Patrulha Maria da Penha” em Arapongas está em fase de assinatura do termo de cooperação entre prefeitura, forças de segurança e Tribunal de Justiça do Paraná, através da Vara Criminal do Fórum local. Um trabalho de capacitação já está previsto para iniciar no próximo mês envolvendo Guarda Municipal e Polícia Militar.