Apucarana

Saneamento básico de Apucarana recebe maior investimento da história

_MG_0363

O governador do Paraná, Beto Richa, e o presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, liberaram nesta terça-feira (17/11) R$ 12,2 milhões que serão aplicados na ampliação do sistema de abastecimento de água. Com os valores anunciados, Apucarana terá recebido R$ 100 milhões em investimentos, na área de saneamento básico, nos últimos 5 anos. Trata-se, de acordo com o governador e o presidente da Sanepar, do maior investimento feito nesta área na história de Apucarana.

Juntamente com o prefeito de Apucarana, Beto Preto, os dois assinaram ordem de serviço e autorizações que garantem a liberação dos recursos. O governador destacou que, quando assumiu o mandato, Apucarana contava apenas com 24% dos domicílios atendidos pela rede de coleta e tratamento de esgoto. Atualmente, esse índice está atingindo 81%.

“Muitos governantes não gostam de obras enterradas, porque demandam muitos recursos e não aparecem.  Mas nós temos a responsabilidade de entender que saneamento é saúde. Segundo especialistas, de cada um real investido em saneamento economizamos outros quatro em saúde pública”, ressaltou o governador.

Beto Richa também lembrou que a Sanepar foi escolhida em 2016, pelo Instituto Trata Brasil, como a melhor companhia de saneamento do País. “Apucarana é um dos exemplos. Temos também o nosso litoral, onde há 100% de balneabilidade. Você não encontra mais bandeirinhas fincadas na areia indicando área imprópria para banho por contaminação. Ano a ano, estamos batendo recordes de veranistas, atraídos pela boa infraestrutura que está sendo garantida”, ilustra Beto Richa.

 Em todo o Paraná, conforme Beto Richa,  a Sanepar  está fazendo investimentos que ultrapassam os R$ 3,5 bilhões.  “Estamos avançando em todos os municípios em que a Sanepar têm concessão, a exemplo de Apucarana, uma importante cidade, e que tinha baixo índice de saneamento. Temos uma parceria forte com o Beto Preto, um prefeito responsável, decente e trabalhador, que tem transformado Apucarana e utilizado com muita responsabilidade o sagrado dinheiro do contribuinte. Por outro lado, também nos apresenta projetos importantes que dá a condição de nos associarmos às suas proposta s e juntos investirmos no desenvolvimento de Apucarana”, frisa o governador.

O prefeito de Apucarana lembrou que, nos últimos anos, algumas regiões de Apucarana vinham sofrendo com o desabastecimento de água. “Quando assumimos o mandato, faltava água em regiões como o Jardim Colonial e a Vila Nova. Fomos conversando com a direção da Sanepar, colocando as dificuldades,  e os investimentos vieram”, pontua Beto Preto.

O prefeito de Apucarana afirma que já existem novos projetos já encaminhados junto à Sanepar, como a rede coletora de esgoto na região do Jardim Interlagos, e especialmente a implantação de mais um sistema de captação de água. “Eu sei que a Sanepar já colocou a nova captação na região do Rio do Cerne no Plano Plurianual. Esse poderá ser o projeto que acabará com qualquer possibilidade de falta de água em Apucarana pelos próximos 50 anos”, projeta Beto Preto.

O presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, reitera que o governo do Estado fez nos últimos 5 anos o maior investimento da história nesta área em Apucarana. “Foram aproximadamente R$ 70 milhões em coleta e tratamento de esgoto e outros R$ 30 milhões em abastecimento de água, que era uma reivindicação antiga da população”,  detalha.

Conforme Chaowiche, Apucarana tem hoje um dos melhores índices do Brasil de coleta e tratamento de esgoto. “É importante ainda destacar o que a Sanepar faz e muitas vezes não é percebido. Investimos grande volume de recursos na melhoria e na manutenção do sistema já implantado. Somente em manutenção, a Sanepar investiu outros R$ 300 milhões, valores que geram emprego e renda no Município”, completa Chaowiche.

AUTORIZAÇÕES –  Foi assinado contrato no valor de R$ 7,130 milhões para a implantação de um reservatório de 2.000 metros cúbicos, casa de química, 2,2 km de adutora, 5 elevatórias e 8,7 km de rede de distribuição de água. Foi ainda autorizada a licitação da obra de engenharia elétrica no valor de R$ 2,290 milhões.

De acordo com o gerente regional da Sanepar, Luiz Carlos Jacovassi, as obras integram o Sistema Parque da Raposa e beneficiam principalmente moradores da região Norte. “Serão quatro poços que passarão a ser interligados ao novo reservatório. Em horários de pico, especialmente no verão, essa região sofre com a despressurização da água e, com os investimentos anunciados, esse problema será resolvido”, destaca.

Também foi autorizado o investimento para ampliar o Sistema Jaboti, que abastece as regiões Sul e Leste da cidade. A primeira etapa da obra terá recursos da ordem de R$ 2,8 milhões para a operacionalização do poço 28, com obras de engenharia elétrica e civil, que inclui a construção de casa de tratamento e a implantação de 7 km de rede e anel de distribuição, com tubulação de diâmetros entre 300 e 150 milímetros. A obra resultará no incremento na capacidade de produção de 2.800 metros cúbicos por dia, beneficiando uma população de 17.500 pessoas.

“Essa obra irá fazer com que o abastecimento nessas regiões, que antes era compartilhado com a região central da cidade, se torne independente. Com isso, aumentamos a eficiência tanto da zona Sul e Leste da cidade, quanto da região central. As obras são muito importantes e vão beneficiar toda a população de Apucarana”, ressalta Jacovassi.

Os bairros beneficiados diretamente com a operacionalização do poço 28 são o Residencial Casarin, Residencial Florais do Lago, Loteamento Fortaleza, Jardim Eldorado, Jardim Catuaí I, Jardim Catuaí II, Jardim Catuaí III, Parque Industrial EcoPark, Jardim Albino Biachi, Vila Formosa, Residencial Miguel Sochacki, Quinta Funchal, Jardim Europa, Jardim Menegazzo, Jardim Fujiwara, Vila Martins, Jardim Interlagos, Parque Industrial Galan, Jardim Portal do Lago.