Apucarana

Prefeitura do Município de Apucarana Assessoria de Imprensa

IMG_0099

Apucarana está sendo contemplada com mais recursos para obras de ampliação do sistema de captação e abastecimento de água. Um novo convênio foi assinado nesta quarta-feira (29/03) em Curitiba, nas dependências do Palácio Iguaçu, pelo governador Beto Richa (PSDB) e pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo. Na ocasião foram liberados R$5.633.087,14 que serão direcionados à operacionalização de um poço junto ao Lago Jaboti (Poço Jaboti), uma estação elevatória de água tratada, 366 metros de adutoras, um reservatório com capacidade para 2 mil metros cúbicos e execução de 5.629 metros de rede de distribuição.
A solenidade contou com a presença do diretor-presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Mounir Chaowiche, e do presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Magalhães Occhi. O prefeito de Apucarana, Beto Preto (PSD), que não pôde comparecer devido questões de saúde na família, foi representado pelo vice-prefeito, Júnior da Femac (PDT). Da cidade, também participou do ato o secretário Municipal da Fazenda, Marcello Augusto Machado. “Tratam-se de importantes obras, que vão ampliar principalmente o abastecimento de água para a região Oeste da cidade, incluindo bairros como o Residencial Interlagos, Jardim Veneza e outros loteamentos em uma área de expansão habitacional”, pontuou Júnior.
Em nome do prefeito Beto Preto ele agradeceu ao Governo do Paraná pelos investimentos direcionados ao município também na área de saneamento básico. “Em recente prestação de contas, a Sanepar revelou que nos últimos quatro anos a estatal investiu mais de R$ 100 milhões em Apucarana”, lembrou o vice-prefeito.
O Poço Jaboti, que já está em construção, terá capacidade de captação de 180 metros cúbicos de água por hora e contará com um reservatório de água para dois milhões de litros de água. A estrutura será edificada em terreno próximo à TV Tibagi/Rede Massa. “Será um reservatório resistente, de aço vitrificado, e servido de tecnologia de ponta”, informa Luiz Carlos Jacovassi, gerente regional da Sanepar em Apucarana. De acordo com ele, o poço de captação terá 700 metros de profundidade e, além da região Oeste, também servirá parte da região Sul da cidade. O prazo para conclusão dos serviços é de 36 meses.
Na solenidade que garantiu os recursos para Apucarana, o governador Beto Richa e o ministro das Cidades, Bruno Araújo, liberaram investimentos na ordem de R$ 362,3 milhões, beneficiando outros 22 municípios paranaenses. O investimento faz parte do programa Saneamento para Todos, do Governo Federal, e os recursos são do FGTS.
Contexto – O anúncio da construção do “Poço Jaboti” foi oficializado pelo Governo do Paraná em janeiro do ano passado, depois que o excesso de chuva provocou o rompimento de adutora e danificou equipamentos da estação de captação junto ao Rio Caviúna, deixando 75% da população sem água nas torneiras durante quase quatro dias. Na oportunidade, o presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, projetou – a longo prazo – investimentos na ordem de R$50 milhões, “o que na prática garantirá o abastecimento de água em Apucarana para os próximos 30 anos”, disse o dirigente à época.