Apucarana Ocorrência Policial

Número de furtos e roubos cresce 29% no 1º semestre em Apucarana

tn_0193ef3c5a_viatura7777777

Quatrocentos e noventa residências foram alvo de furto no primeiro semestre de 2016 em Apucarana (norte do Paraná). O número apresenta uma alta de 32% neste tipo de crime em comparação ao mesmo período de 2015. Os dados fazem parte de um balanço feito pelo 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM), de Apucarana, a pedido da Tribuna.O relatório mostra crescimento em todas as modalidades de crimes contra o patrimônio pesquisadas. Entre furtos e roubos de veículos e residências foram registrados 742 casos contra 575 no ano passado, alta de 29%.

Reflexo disso, o número de prisões relativos a esses crimes foi 47% maior.As ocorrências do gênero, que envolvem o comércio, não fazem parte do levantamento, porém o registro de assaltos à mão armada em estabelecimentos comerciais tem se tornado rotina. Na semana passada, por exemplo, dois estabelecimentos foram assaltados, na Avenida Minas Gerais, na Vila Nova, por um mesmo assaltante em um curto intervalo de tempo. O criminoso acabou preso esta semana.Ontem, dois assaltos foram registrados na cidade. Por volta das 10 horas, um bandido, portando uma arma de fogo, assaltou uma mercearia localizada na Rua Professor João Cândido Ferreira, no Jardim Guanabara.

O criminoso levou o dinheiro que estava no caixa e fugiu a pé. No início da tarde, um outro caso foi registrado num açougue, que fica ao lado da Praça Duque de Caxias, próximo ao Colégio São José. Segundo a vítima, que prefere não se identificar, o assaltante chegou ao açougue, como se fosse cliente perguntando o preço de carne, e deu voz de assalto.

O dono do estabelecimento reagiu e o bandido correu, porém, estava armado com um revólver e atirou em direção ao empresário, que não foi atingido. O ladrão fugiu em uma moto, que era conduzida por um comparsa que o estava espera na esquina. Esta é a segunda vez que o estabelecimento é alvo de assaltantes neste ano. Anteontem à noite, dois homens foram assaltados na Rua José Maria Pinto, na Vila Shangri-La, por dois bandidos, um deles armados com um revólver, em uma moto. Das vítimas, os criminosos levaram dois cheques, de R$1 mil e R$ 2 mil em dinheiro.

VEÍCULOS
Os casos envolvendo furtos e roubos de veículos também apresentaram alta, principalmente de roubo. No primeiro semestre de 2016, 130 veículos foram furtados, o que representa uma alta de 12% neste tipo de ocorrência em relação a 2015. Já situações de roubo foram 42. O número representa um aumento de 75% em comparação ao mesmo período do ano passado.

O número de veículos recuperados neste período teve um aumento de 25%, passando de 24 para 42.Por outro lado, o número de prisões realizadas pela Polícia Militar (PM) também apresenta um aumento significativo. Foram 66 prisões envolvendo crimes de roubo neste primeiro semestre, 57% a mais que em 2015, quando foram registradas 42 situações. Prisões por furto também apresentaram alta. Em 2015, a PM realizou 87 detenções. Neste ano, de janeiro a junho, foram 118. Os dígitos representam um aumento de 35%.
TN ONLINE