Apucarana

Confirmado primeiro caso de dengue do ano em Apucarana

DENGUE-1

A Autarquia Municipal de Saúde de Apucarana confirmou hoje (25/01) o primeiro caso de dengue de 2017 e há, ainda, outra situação que depende do resultado de exame no Laboratório Central do Estado (Lacen). O paciente com dengue é uma criança de cinco meses, que retornou de Santa Catarina, com sintomas da doença. Além dela, um irmão de 16 anos tem suspeita de dengue e a confirmação depende de laudo do Lacen.

O diretor presidente da Autarquia Municipal de Saúde, Roberto Kaneta, informou que a criança apresentou os primeiros sintomas da doença no dia 9 e imediatamente houve a coleta de material para análise. “Este é o primeiro caso confirmado de dengue em Apucarana em 2017 e estamos na expectativa do resultado do material coletado do irmão de 16 anos, com suspeita de ter contraído a doença”, explica Kaneta. Ele acrescenta que equipes do Departamento de Endemias realizaram o bloqueio na região próxima a residência da criança, com aplicação de fumacê e visita a imóveis vizinhos para eliminação dos possíveis focos do Aedes aegypti, transmissor da dengue.

PREOCUPAÇÃO – A questão climática deste início de ano – chuvas intensas – aliada à falta de cuidado dos moradores tem preocupado o Departamento de Endemias da Autarquia Municipal de Saúde. Nas visitas realizadas em residência e terrenos baldios, os agentes de endemias têm encontrado muitas larvas que se desenvolvem em reservatórios de água, principalmente em copos plásticos, tampas de garrafas e outros objetos.

Segundo Roberto Kaneta, esta é uma situação esperada para este período do ano, em função, principalmente, das denominadas chuvas de verão. “Até o mês de março iremos conviver com este quadro, mas é fundamental a população colaborar e manter os quintais sempre limpos, evitando o desenvolvimento das larvas e, por conseguinte, do mosquito Aedes aegypti”, alerta o diretor presidente.

NÚMEROS – No último boletim da dengue divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, no Paraná foram registrados 439 casos de dengue, 14 de zika e três de chikungunya, sem mortes relacionadas a essas doenças. De acordo com a Secretaria de Saúde, o Estado do Paraná tem 315 municípios infestados com o mosquito transmissor, em levantamento realizado no período agosto de 2016 a 24 de janeiro.

Na região Vale do Ivaí, que compreende as regionais de saúde de Apucarana e Ivaiporã, são quatro casos confirmados de dengue. Não há, porém, registros de febre chikungunya e zika vírus nas duas regionais.