Apucarana

Apucarana:Programa de atenção básica à saúde passa por avaliação

AVALIAÇÃOPROFETA-1 (1)

A avaliação do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ), do SUS, foi tema de uma reunião realizada hoje (3) na Autarquia Municipal de Saúde (AMS). A atividade teve a participação de representante da 16ª Regional de Saúde e secretários municipais de saúde da sua área de abrangência, da apoiadora do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Consems), Luana Tirone; e da professora do departamento de odontologia, área de saúde coletiva, da Universidade Estadual de Ponta Grossa, Márcia Helena Baldini Pinto.

Membro da equipe de avaliação, Márcia explica que o PMAQ é um programa do Ministério da Saúde que investe na melhoria da qualidade do serviço e na ampliação do acesso da população a atenção básica de saúde. Os resultados do programa são avaliados periodicamente em todo o país.

“O primeiro ciclo de avaliação aconteceu em 2012, e agora estamos no terceiro. Portanto, já é possível perceber nas uma grande diferença tanto em infraestrutura quanto no processo de trabalho das Unidades Básicas de Saúde”, avalia Márcia.

Segundo Márcia, o Paraná tem se destacado no aumento dos profissionais que se qualificam. “Praticamente 95% das equipes da UBSs aderiram ao programa e vêm desenvolvendo um trabalho diferenciado. O número de equipes certificadas como ótimo e bom tem aumentado a cada ciclo de avaliação”, afirma Márcia.

O diretor-presidente da Autarquia Municipal da Saúde de Apucarana, Roberto Kaneta, destaca a importância da participação dos secretários municipais na reunião de avaliação do PMAQ. “Todo mês o Ministério da Saúde faz um repasse financeiro para melhorar o serviço prestado a população nas UBSs. Em Apucarana essa preocupação tem se manifestado tanto no aspecto da infraestrutura, com construção, reformas e ampliação dos postos de saúde, como na qualificação dos profissionais da atenção básica de saúde”,

Kaneta lembrou que no momento, cerca de 60 profissionais da AMS, incluindo médicos, enfermeiros, odontólogos, entre outros, estão participando de cursos de Especialização em Preceptoria no Sistema Único de Saúde (SUS) e em Preceptoria em Residência Médica.

Agendamento informatizado

Roberto Kaneta também adiantou que, em breve, um novo avanço vai acontecer na saúde pública do município. Trata-se do sistema informatizado para agendamento de exames e consultas.

A implantação desse novo mecanismo, que segundo Kaneta deve acontecer num prazo de 60 a 90 dias, vai acabar com a necessidade do usuário do SUS ir até ao prédio da AMS para agendar consultas e exames. “O novo sistema vai permitir que o agendamento seja feito na própria UBS onde a consulta foi realizada. “O financiamento do PMAQ vai possibilitar a realização desse outros projetos visando a permanente melhoria da qualidade da assistência médica em nossa cidade”, disse Kaneta.

Solução Informática