Apucarana

Agentes de endemias visitam mais de 23 mil imóveis em Apucarana

vistoria-profeta

Agentes de endemias da Autarquia Municipal de Saúde de Apucarana, com apoio de agentes comunitários de saúde e homens do Exército, foram responsáveis pela visitação a 23.257 imóveis na cidade e nos distritos. Deste total, 3.923 unidades habitacionais estavam fechadas, resultando em 19.309 unidades trabalhadas. O trabalho das equipes foi dividido em dois ciclos. No primeiro, foram 13.620 imóveis de 15.110 catalogados; já no segundo, as visitas chegaram a 5.174 unidades. Os números foram divulgados pelo Ministério da Saúde, resultando ainda 683 trabalhos com larvicidas e 565 imóveis trabalhados com eliminação dos focos.

Para o diretor presidente da Autarquia Municipal de Saúde de Apucarana, Roberto Kaneta, este empenho das equipes que saíram a campo tem como resultado o número de casos de dengue registrados na cidade até o momento. “Temos 23 casos confirmados, sendo sete importados e um caso de zika vírus também importado. O trabalho tem sido intenso, pois há grande preocupação em evitar uma epidemia da doença em Apucarana”, justifica Kaneta.

Ele salienta que em caso de suspeita da doença, a partir da notificação pelas unidades de saúde, são desenvolvidos os bloqueios na região onde o paciente reside. “Esta ação é fundamental para eliminar os focos do mosquito Aedes aegypti, pois é aplicado o larvicida, com vistoria a quintais e terrenos baldios, eliminando qualquer possibilidade de infestação”, explica o diretor presidente.